quarta-feira, 28 de julho de 2010




INDO 
Determinei meu caminho por vontade própria
e mesmo estando errado sigo minha trajetória
lembrando sempre seu sorriso.

carregando como bagagem uma estória cheia
de amor e ódio
indo em frente deixando rastros e marcas dos
dias de calvário vividos como delinquente.

Nesse deserto causado pela dor
e pelo abandono por medo de compartilhar
o que resta de um coração despedaçado.

Sigo por ai como um enigma
trazendo na bagagem vestígios do seu olhar
marcas do que sobrou da ultima noite de amor.

Na bagagem sempre visível
um mosaico do que juntei do coração em
cacos

Um comentário:

  1. Amei!!!!
    Sempre trazemos na bagagem...
    alguns Cacos.
    Parabéns!!!!

    ResponderExcluir